Fernanda Garcia retoma discurso “quem matou Marielle Franco” e coloca Bolsonaro como suspeito

0

A vereadora Fernanda Garcia (PSOL), afirma que a Promotora de Justiça do Rio de Janeiro, Carmen Eliza Bastos de Carvalho é apoiadora do Presidente da República Jair Bolsonaro (PSL), segundo informações, em sua postagem no Facebook a vereadora afirma “como pode uma promotora cuidar de um caso onde é apoiadora do suspeito”.

A retomada do discurso surgiu depois de uma matéria ser exibida pelo Jornal Nacional da Rede Globo, onde o porteiro disse ter recebido ordens de Jair Bolsonaro em liberar o acesso a sua casa de Ronnie Lessa, principal suspeito da morte de Marielle Franco.

No mesmo horário do fato, Jair Bolsonaro foi filmado pela TV Câmara proferindo voto e realizando a votação de dois projetos na Câmara de Deputados em Brasília – DF. A distância entre Brasília – DF e a casa de Jair Bolsonaro na época é de mais de 1.160 km.

O Ministério Público apurou que a pessoa que liberou a entrada de Ronnie Lessa foi Élcio Queiroz, desmontando a versão do porteiro.

Os votos foram proferidos em um tempo de 30 minutos após o episódio. O próprio Ministério Público afirmou que o porteiro esta mentindo, podendo inclusive responder por “falso testemunho”.

A vereadora usou as acusações para convidar seguidores em um ato na área central de Sorocaba.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui