Senhor de 64 anos revela cura de Coronavírus e diz ter tido pânico por notícias da imprensa

1

Posted by Sorocabano.com on Saturday, April 11, 2020

Um senhor de 64 anos de idade, com problemas respiratório e cardíaco, foi diagnosticado com Coronavírus pelo Hospital Prevent Senior na segunda-feira, segundo Milton Texeira Silva, o médico diagnosticou o COVID-19, através de exame de imagem, tomografia, receitando a ele o uso de Hidroxicloroquina e Azitromicina.

Ambas drogas foram administradas com acompanhamento médico, sempre monitorado por telemedicina.

Em entrevista ao Sorocabano.com, Milton revelou que a primeira administração da droga, ocorreu em torno de 15 horas, apenas 6h da administração da droga, o senhor já havia sentido melhoras em relação ao mal estar causado pela doença.

Perguntado sobre a classificação da dor em uma escala de 0 a 10, Milton revelou que é algo em torno de 8 até 9, realmente trata-se de dores intensas, porém, a cura deveria divulgada em massa pelos veículos de comunicação – relata Milton.

O tratamento que a Prevent Senior realizou neste senhor, assemelha-se ao tratamento defendido pelo francês Didier Raoult que é médico e microbiologista, possui M.D. e Ph.D. e é especialista em doenças infecciosas.

Segundo Didier, a doença pode ser diagnosticada através de imagem de tomografia, defendendo desde fevereiro que a droga deve ser administrada logo no começo da doença, para evitar o avanço e anular o vírus dentro do organismo do paciente.

A hashtag em toda a internet #bolsonarotinharazão cresce nas redes sociais como Facebook, Twitter e vários outros meios de comunicação. Pedindo a retomada das atividades.

Didier Raoult – Médico, cientista e PHD em infectologia

Na medicina o cientista francês é a fonte de informação de Jair Bolsonaro e Donald Trump, agora também consultado por outros líderes como Macron, presidente da França, que vinha ignorando os posicionamentos de Didier.

Recentemente Didier apresentou um novo estudo, mais amplo que os anteriores. Contou com 1.061 pacientes. Com mais de 91% com bom desfecho clínico e cura virológica em até 10 dias. Ou seja, após dez dias, nove em cada dez tinham carga viral zero, ou seja, nenhum sinal da doença.

Para os médicos aceitarem a teoria de Didier Roualt e compreender o tratamento com Hidroxicloroquina e Azitromicina como forma segura, precisariam realizar testes com pacientes que recebe comprimido vazio, no lugar da droga, outro grupo recebe o comprimido com a droga. O problema é que, diante do risco de evolução dos sintomas, não há doentes dispostos a participar dos testes.

Até mesmo o braço direito de João Dória, que indiciou a si próprio a Hidroxicloroquina e Azitromicina.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui