Jovem perde bebê e acusa Santa Casa de Sorocaba de negligência

7

A jovem Elaine Karoline Moreira da Silva de 18 anos, perdeu seu filho e acusa negligência médica da Santa Casa de Misericórdia de Sorocaba, segundo relatos da família da jovem, ela passou mal dias antes e procurou ajuda na Santa Casa.

Todas as vezes que procurou o Hospital, foi orientada a retornar a sua casa, que estava tudo bem com a criança e com ela. No último dia 18, foi realizado um exame, que apresentou batimentos cardíacos fracos do bebê que ela esperava. Também apresentava muita dor e contração.

Segundo a paciente o médico alegou que os batimentos estavam normais. Já a paciente afirma que percebeu redução da movimentação do bebê em sua barriga e nos últimos exames o som do batimento cardíaco era alto e agitado.

O pai de Elaine relatou a nossa reportagem que ela procurou o médico por várias vezes e sempre mandavam ela retornar a casa. Até que determinaram um exame e descobriram que o bebê havia falecido.

A própria Elaine denuncia que chegou 9 horas da manhã e saiu por volta das 16 horas sem nenhum tipo de exame, não foi realizado ao menos exame de imagem, mesmo alertando aos médicos que percebia que algo estava errado, que sabia que seu bebê não estava bem – afirmou a jovem.

Áudio da mãe que perdeu o bebê relatando que houve negligência médica

Os médicos chegaram a isolar Elaine afirmando que ela tinha suspeita de Covid-19, já os exames deram negativos.

Atualização 15:33

O Padre Flávio, gestor da Santa Casa, entrou em contato com a equipe de redação do site Sorocabano.com, para explicar que a jovem recebeu todo o atendimento médico necessário, ressaltou que a Santa Casa de Misericórdia não realiza acompanhamento pré-natal, a Santa Casa disponibilizou um vídeo do médico explicando o fato.

O Padre Flávio encaminho a seguinte nota:

Nota de esclarecimento

A Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Sorocaba vem esclarecer os fatos sobre uma paciente da nossa maternidade. A gestante, deu entrada no hospital às 16h42 do dia 20/06/2020, quando foi internada.

O seu estado clínico é estável, sem risco de vida para ela, e estamos realizando todos os cuidados necessários. Com relação ao feto prematuro, infelizmente foi a óbito e, resguardando a saúde da paciente o parto está sendo induzido, em concordância com esta.

Em razão do sigilo médico, que a entidade deve manter, não é autorizada qualquer divulgação de resultados de exames e dos possíveis problemas de saúde que a paciente possa ter, mas a Santa Casa está pessoalmente em constante contato com a família, expondo todos os procedimentos médicos que estão sendo e serão realizados.

Lamentavelmente muitas postagens surgiram com conteúdos distorcidos e infelizmente algumas notícias falsas, como por exemplo afirmando que o bebê iria ficar 14 dias no ventre materno. Diante disso a Santa Casa de Misericórdia, gravou um vídeo com o médico responsável da Maternidade do hospital, Dr. Davi, para esclarecimento sobre o ocorrido.

7 COMENTÁRIOS

  1. Infelizmente tbm por isso. Eu tinha uma gestação de alto risco era acompanhada até por médico da família e mesmo assim quando cheguei na St casa não quiseram tirar meu filho. Na vdd eu já estava perdendo ele. Depois de uma semana descubro que ele já estava morto e eu tbm quase morri. Tive uma hemorragia interna , tive que ser operada as pressas. Muito triste o que eles fazem

  2. Mais uma jovem, Elaine Karoline Moreira da Silva, perdeu seu primeiro filho por negligência médica na Santa Casa de Misericórdia de Sorocaba/SP.
    Senhor secretário da saúde da cidade de Sorocaba/SP, o Estado deve assegurar o direito à vida e à saúde ou seja,todo procedimento assim como ato administrativo deve ser conduzido com estrita observância aos princípios constitucionais.
    Diante de tais circunstâncias,senhor secretário de saúde, é inegável a existência de fundado receio de dano irreparável;

  3. Muito triste ver Um momento tão esperado por todos,acabar assim ,por total negligência…Ficamos indignados com a falta de atenção que foi dada à esta jovem…
    Será que por estarmos passando por uma pandemia, agora o único problema que importa é esse?Covid 19?
    Esqueceram que outros casos merecem também total atenção?
    E agora como fica essa família?Como fica o psicológico dessa mãe?
    Alguém seria capaz de explicar?

  4. Muito triste q Deus conforte o coração da família
    Eu e minha esposa passamos pela mesma coisa na Santa Casa de Sorocaba a 2 anos a trás ela foi com fortes dores e minha esposa pediu pra fazer um ultrassom mas disseram q não tinha o equipamento para esse fim, falaram para ela q era coisa da cabeça dela q o bebê estava bem e mandaram pra casa minha esposa foi na casa dos seus pais em Ourinhos pra fazer repouso , chegando lá foi na Santa Casa de fizem ultrassom e foi diagnosticado q o feto estava morto a 10 dias o médico falou que foi um livramento de Deus pois ela podia ter morrido também
    Um Desrespeito ao próximo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui