Canibalismo: MDB está rachado entre apoiar Jaqueline ou Maria Lúcia Amary

0

O Presidente da Câmara de Vereadores, Fernando Dini (MDB), foi na rádio Jovem Pan, a poucos dias, falar que tinha grupos adversários já rachados e que estavam se comendo vivo, o que ele rotulou como “canibalismo”, porém, olhando a grama do vizinho que é mais verde, esqueceu de ver pessoas de dentro do seu próprio partido, que se mordem entre si.

A verdade é que existe dois grupos dentro do MDB, um ligado ao vereador Hudson Pessini, que conta com o apoio Péricles Régis, para apoiar o PSL, partido de Jaqueline Coutinho, que tem o maior tempo de TV além da maquina pública na mão. Um outro grupo que era da ala de Renato Amary, quer apoiar o PSDB, onde tem Flávio Amary e Vitor Lippi.

Segundo informações de bastidores até ontem já estava fechado com o PSDB, sendo a ala de Renato Amary vencedora. Só que algo mudou durante a noite, segundo a Rádio Cruzeiro do Sul FM, onde o jornalista André Fazano, estará verificando a notícia, que o fechamento seria com o PSL.

O que teria desagradado o vereador Fernando Dini é que o vice-prefeito da chapa será Anselmo Neto (Podemos), já definido, sendo que Dini estava em namoro para ser o candidato a vice-prefeito na chapa do PSDB.

O fato que todo o balão de ensaio que o Fernando Dini fez afirmando que seria candidato a Prefeito de Sorocaba, foi apenas para promover seu nome, o recuo e se tornar candidato a vereador era mais que certo. Inclusive citei aqui no Blog, que ele não tem musculatura política para assumir uma eleição como essa. As próprias pesquisas eleitorais feitas entre os partidos, já demonstrava que Fernando Dini não crescia nem com viagra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui